sete dias sem medo da notícia
Crime político?
Polícia Civil prende suspeitos de matar jovem durante carreata em favor de Haddad
Dois adultos e um adolescente estão detidos na Delegacia de Pacajus
A carreata terminou em morte em outubro último, na RMF
Por : Fernando Ribeiro
22/11/18 11:40

A Polícia Civil informou nesta quinta-feira (22) ter esclarecido a morte de um jovem ocorrida durante a campanha eleitoral recente para o cargo de presidente do Brasil. O fato aconteceu na tarde de 27 de outubro durante uma carreata na cidade de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), organizada por simpatizantes e militantes da campanha do candidato derrotado Fernando Haddad (Partido dos Trabalhadores/PT).

O crime teve como vítima o jovem Charlione Lessa Albuquerque, que tinha 23 anos. Ele foi atingido a tiros quando participava do movimento político. O rapaz morto estava sendo procurado pelos assassinos.

Ainda de acordo com as autoridades, dois adultos e um adolescente foram detidos como suspeitos de terem tido envolvimento no crime. Suas identidades, porém, não foram, ainda, reveladas. A Polícia afastou a hipótese de motivação política e informa que a rixa entre facções teria gerado o homicídio.

O rapaz seguia na carreata em um veículo junto com a mãe, quando os assassinos chegaram em um Gol e passaram a atirar contra Charlione Lessa, que ainda chegou a ser levado para o Hospital Municipal de Pacajus, mas não resistiu.

Na época do crime, o próprio  candidato Fernando Haddad se manifestou nas redes sociais e disse ter ficado chocado com o fato, ocasião em que prestou solidariedade à família do rapaz e cobrou justiça das autoridades cearenses.

LINKS PATROCINADOS