sete dias sem medo da notícia
Eunício dá sequência à instalação da CPMI para investigar repasses do BNDES à JBS
Em discurso na tribuna do Senado, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE).
Por : Redação CN7
31/05/17 17:26

A gestão de Eunício Oliveira (PMDB) à frente do Senado e do Congresso Nacional segue pautada pela retomada da economia e pelos avanços no combate aos desvios de dinheiro público. Após articular a derrubada do veto presidencial e garantir cerca de R$ 6 bilhões a mais na receita anual dos municípios, o senador está emplacando a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar repasses milionários do BNDES à JBS, que acontecem desde 2007.

Como presidente do Congresso Nacional, Eunício usou a sessão conjunta do Senado e da Câmara dos Deputados para ler o requerimento de criação da CPMI do BNDES. Agora, a Mesa Diretora do Congresso começará a conferir as assinaturas para criação da comissão. É necessário, no mínimo, o apoio de 27 senadores e de 171 deputados para a abertura.

A CPMI vai investigar a existência de fraudes e irregularidades nos empréstimos concedidos pelo BNDES à JBS a partir de 2007. Os repasses já estão sob investigação da Polícia Federal, que deflagrou, em maio de 2017, a Operação Bullish. Além disso, a CPMI também analisará os termos das delações premiadas firmadas pelos irmãos Joesley e Wesley Batista com o Ministério Público, homologadas pelo Supremo Tribunal Federal.

LINKS PATROCINADOS