sete dias sem medo da notícia
Arialdo Pinho divulga nota sobre citação na delação premiada da JBS
Arialdo Pinho
Por : Redação CN7
24/05/17 8:18

O secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, emitiu nota de esclarecimento sobre a citação de seu nome da delação de Wesley Batista, um dos donos da JBS.

Leia a nota na íntegra

Não existe contra mim nenhum procedimento formal de investigação ou acusação em processo judicial. A citação ao meu nome foi feita, até o presente momento, em uma delação, que são palavras. Como muitas outras delações já aconteceram no País, sem provas e com forte cunho político. Essa delação foi noticiada pela imprensa, a única fonte de informação até o momento. Por isso, seria, como de fato é, uma imprudência rebater essa acusação que ensaiam contra mim sem um conhecimento pleno do que existe e foi apurado. Por essa razão, reservo-me no direito de responder apenas ao que eu tiver conhecimento preciso. Não se faz acusação nem defesa senão na certeza dos fatos e na plenitude do conhecimento.

Entenda

Segundo a delação de Wesley Batista, um dos donos da JBS, Arialdo Pinho e o assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann negociaram o pagamento de R$ 20 milhões em nome do ex-governador Cid Gomes (PDT), em 2014.

O empresário afirmou que o então governador Cid o procurou em meados de 2014 para pedir “contribuições” para a campanha de Camilo Santana (PT) ao governo do Ceará. A conversa aconteceu na sede da JBS em São Paulo, e o empresário respondeu que o Estado do Ceará devia à empresa mais de R$ 110 milhões em restituição de créditos de ICMS.

Duas semanas depois, Balhmann e Arialdo Pinho teriam voltado a se encontrar com Wesley para negociar R$ 20 milhões em propina em troca da liberação do pagamento da dívida.

LINKS PATROCINADOS